Historia com Farinha

Os delegados presentes na 2 Conferência Municipal de Juventude presenciaram um evento completamente fora das estruturas habituais de conferências públicas. O evento realizado no auditório da Assembléia Legislativa do Amazonas contou com cerca de 3000 inscritos, cerca de 1000 participantes e espaço e credencias para somente 280 pessoas.
Durante o primeiro dia foi constatado a falta de experiência do poder público em como conduzir um debate democrático e participativo com a juventude, a metodologia implementada baseada somente na explanação minimizou o debate amplo e fraterno o que acumulou a pauta do dia de hoje(23/08/11).

Um evento pra eleger delegados…

As conferências são espaços criados para que a sociedade civil analise, discuta e proponha políticas públicas que melhorem as condições de vida da população brasileira, contudo o evento que ocorreu hoje atestou a total falta de respeito do poder público municipal com as necessidades da juventude manauara.
O debate feito pelos grupos de trabalho durante a manhã de hoje foi quase que totalmente desprezado, os Grupos de Trabalho de Segurança Pública e de Educação, não tiveram suas resoluções aprovadas pelo crivo da plenária. Paralelo a isto, ocorriam nos bastidores um encontro do secretário municipal junto com os representantes dos movimentos para decidir a eleição dos delegados, o encaminhamento tirado foi votação nominal com apresentação de crachá. Ao termino dessa reunião foi cancelado a plenária de aprovação da resolução da conferencia e o poder público municipal tocou a eleição dos delegados.
Tudo ocorria moderadamente bem, até o poder público perceber que a maioria dos delegados estava com a sociedade civil organizada foi quando PSDB, PPS, PC do B e a Secretária Municipal de Juventude resolveram cancelar o acordo e fazer contagem de voto por forças. A sociedade civil reagiu com palavras de ordem do tipo “… isso cheira a golpe! … Isso cheira a golpe!”. Foi quando a Policia Militar adentrou o recinto reprimindo as lideranças juvenis presentes na conferência. Na opinião do participante Reir da Silva, que foi imobilizado com uma chave de braço pelos PMs “a polícia foi chamada para manter a ordem que o governo municipal queria impor, sem legitimidade”. Já Helton(PJMP) que foi conduzido pelos policiais para fora da ALE/AM, “O poder público veio organizado para passar com o trator sobre os movimentos sociais, não podemos permitir que esse tipo de prática volte a reina em pleno século XXI”.

Juventude na luta e organizada!!!

Os movimentos de juventude repudiaram o trato do poder público municipal dês do primeiro dia de conferencia com a aprovação de uma carta de repúdio, e agora afirmam que vão levar suas insatisfações até a coordenação nacional exigindo a impugnação da conferência municipal de juventude.

Na opinião de Jonas Araújo, professor da rede particular de ensino, “Fazia tempo que não se via jovens tão comprometidos em uma luta comum, isso pode marcar a chegada de um novo tempo, com novas lideranças. E talvez esse seja o medo do poder público municipal, só isso pode explicar tanta truculência nesse processo.” Essa foi somente a etapa municipal dessa conferencia, vamos esperar a etapa estadual pra ver como o governo do estado trata os jovens do Amazonas.

Anúncios

Comentários em: "Conferência Municipal de Juventude termina mais uma vez em confusão" (2)

  1. É uma pena que em nossa cidade, ainda haja pessoas que pensam ser donas da juventude. Fomos coisificados…

  2. Se José Murilo tivesse participado da conferencia teria dito que assistimos bestializados os desmandos da prefeitura de Manaus

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: